Notícias

Realização da Copa Pernambucana dos Migrantes e Refugiados é debatida no Recife

Recife – A Defensoria Pública da União (DPU) participou de reunião que discutiu detalhes da organização e realização da Copa Pernambucana dos Migrantes e Refugiados. O encontro foi no último dia 17, na sede da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), no Recife (PE).Foto: Ascom FPF

Nesse encontro foi decidido que a FPF irá auxiliar a copa fornecendo arbitragem, troféu e bolas. Além disso, vai atuar como intermediário para tentar que o evento seja realizado na Arena Pernambuco. A competição terá como tema “Juntos somos melhores. A Copa também é aqui!”. A equipe vencedora receberá o troféu “União dos Povos” como prêmio. A data da competição será divulgada após a confirmação do local onde ocorrerão os jogos.

Nessa reunião, a DPU foi representada pelo defensor regional substituto de Direitos Humanos em Pernambuco (DRDH/PE), Ricardo Russel Brandão Cavalcanti. “O apoio dado pela Federação Pernambucana de Futebol foi essencial para garantir a realização da Copa de Imigrantes e Refugiados, que, por sua vez, é um evento de extrema importância para, por meio do esporte, garantir a inclusão dois imigrantes no nosso estado”, afirmou o defensor.

Além da DPU e de representantes da FPF, participaram da reunião Marco Aurélio Farias, procurador de Justiça do Ministério Público de Pernambuco; Daniel Lins, assessor da Cáritas Brasileira Regional Nordeste 2 e secretário-geral da Comissão de Direitos dos Migrantes e Refugiados da OAB/PE; Rose Michele Rodrigues, vice-presidente da Comissão de Direito dos Migrantes e Refugiados da OAB/PE; Jean Baptiste Joseph, presidente do GADE (Groupe d’Amabassadeurs pour le Developpement); e Altino Mulungu, gestor do Escritório de Assistência à Cidadania Africana em Pernambuco.

*Com informações FPF

CDR/ACAG
Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União