Notícias

DPU participa de atividades da Comissão da Verdade sobre a Escravidão em Pernambuco

Recife – No dia 29 de agosto, o defensor regional de Direitos Humanos em Pernambuco (DRDH/PE), André Carneiro Leão, participou de atividades com membros da Comissão Especial da Verdade sobre a Escravidão Negra, instituída pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A Defensoria Pública da União (DPU) é uma das instituições parceiras da Comissão. 

Segundo André Carneiro Leão, foram realizadas duas atividades. No período da manhã, houve uma visita ao quilombo urbano Nação Xambá, estabelecido desde 1951 no bairro de São Benedito, na cidade de Olinda. O Xambá é o primeiro quilombo urbano do Norte e Nordeste brasileiro. O objetivo da visita foi atender a uma demanda da comunidade, que relata que objetos sagrados do quilombo foram retirados do local por questões relacionadas à intolerância religiosa – sendo solicitada a instauração de processo de assistência jurídica (PAJ), por parte da DPU, para acompanhamento da questão.

No período da tarde, na sede da OAB em Pernambuco, foi realizado debate e curso de formação sobre o conceito de Ancestralidade, com a participação do professor e mestre em Literatura e Interculturalidade pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Lepê Correia; do babalorixá Sandro de Jucá; do cacique Marcelo Pankararu; do advogado João Monteiro Neto; e da gerente de programas para comunidades tradicionais do estado de Pernambuco, Maria Bernadete Lopes da Silva.

Comissão Especial da Verdade Sobre a Escravidão Negra

A Comissão foi nomeada em junho pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional Pernambuco, Fernando Ribeiro Lins. A presidência da comissão está sob a responsabilidade de Chiara Ramos. O grupo tem como objetivo discutir os fatos que remetem ao período escravocrata no Brasil, especialmente em Pernambuco.

GMFB/ACAG
Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União