Notícias

Evento propõe construção de estratégias para combate ao racismo religioso no Maranhão

São Luís – Na semana marcada pelo Dia da Consciência Negra, lembrado em 20 de novembro, a Defensoria Pública da União (DPU) participa de uma agenda interinstitucional para construção de estratégias de enfrentamento ao racismo religioso no Maranhão. De 23 a 25 de novembro, São Luís terá atividades, incluindo exposições artísticas e artesanais, apresentações culturais e painéis e mesas de diálogo sobre o tema. 

As inscrições para o evento “Ipadê- Agenda Interinstitucional: construindo estratégias de enfrentamento ao racismo religioso” são gratuitas. Os interessados podem realizar o cadastro presencialmente, no dia do evento, e também on-line ao responder o formulário aqui.

O defensor público federal Yuri Costa, também defensor regional de Direitos Humanos no Maranhão (DRDH/MA) e vice-presidente do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), vai representar a Defensoria Pública da União no evento. Para ele, esse evento aprofunda a participação e a contribuição da Defensoria Pública da União com o tema de combate ao racismo religioso, bem como a interação do órgão com a sociedade civil que representa povos, comunidades e casas de matriz africana.

“Além de ser o mês da Consciência Negra, o Maranhão tem um índice muito alto de racismo religioso envolvendo casas e terreiros de matriz africana. Temos casos emblemáticos por aqui, com repercussão internacional. É um tema que sempre precisa estar em pauta porque as próprias instituições do Estado não dão o devido tratamento ao tema, nem sequer têm o devido conhecimento sobre esse tipo de causa. Na maioria das vezes, as questões são tratadas como brigas de vizinho, quando não criminalizam a expressão da religião e religiosidade. Então, há uma necessidade de conscientização e de se ter o devido tratamento e responsabilidade das instituições do Estado com relação a esse tema”, destacou o defensor.

Os interessados em acompanhar a programação que não puderem estar presencialmente, poderão participar do evento de forma on-line pelos canais do Conselho Nacional de Direitos Humanos CNDH, da DPU e do Coletivo Dan Eji.

A agenda é fruto da realização de povos tradicionais de terreiro e de diversos órgãos e entidades para celebrar o Dia da Consciência Negra. O IPADÊ é um ritual de grande importância nas religiões de matriz africana, que significa reunir para celebrar e reverenciar os ancestrais, cultuando suas memórias reconhecendo sua importância para o presente e o futuro da comunidade.

Foi inspirado nesses princípios que surgiu a proposta de reunir entidades representativas, órgãos governamentais, parceiros e instituições do sistema de Justiça e Direitos Humanos para uma agenda interinstitucional. O objetivo é construir medidas efetivas de proteção aos direitos dos povos tradicionais de terreiros do Maranhão.

O evento é realizado pelo Coletivo Dan Eji em parceria com a DPU, Defensoria Pública do Estado do Maranhão, Comitê de Diversidade pela Garantia de Direitos Humanos e Ministério Público do Trabalho (MPT). A iniciativa também conta com o apoio da Coordenadoria Ecumênica de Serviço CESE, do Fundo Elas e do Conselho Nacional de Direitos Humanos.

Programação

No dia 23, serão discutidos “Os casos de racismo religioso no Maranhão, seus desafios e perspectivas” e a “Apresentação de iniciativas institucionais de promoção dos direitos dos povos tradicionais de terreiros”.

No dia 24, nortearão as discussões os temas “Mecanismos nacionais e internacionais de proteção aos direitos dos povos tradicionais de terreiros” e “Identidades e ancestralidade negra africana: nossos legados de re-existência coletiva”.

Encerrando a programação, no dia 25, os temas serão “Identidade, comunicação e memórias coletivas” e “Encaminhamentos institucionais e pactuação de estratégias e iniciativas de enfrentamento ao racismo religioso no Maranhão”.

As atividades ocorrerão no hall e auditório da Defensoria Pública do Estado, que fica localizada na Avenida Júnior Coimbra, S/N, Renascença II, São Luís – MA (Próximo à Escola Reino Infantil).

Confira a programação completa aqui.

Serviço:
Ipadê- Agenda Interinstitucional: construindo estratégias de enfrentamento ao racismo religioso
Data: de 23 a 25 de novembro
Local: hall e auditório da Defensoria Pública do Estado, que fica localizada na Avenida Júnior Coimbra, S/N, Renascença II, São Luís – MA (Próximo à Escola Reino Infantil)
Horário: A partir de 8h30
Inscrições: Presenciais ou no link https://linktr.ee/coletivodaneji

Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União