Notícias

DPU e defensoria estadual questionam prefeitura de Salvador sobre vacinação infantil

Salvador – Em ação conjunta, a Defensoria Pública União (DPU) e Defensoria Pública do Estado da Bahia pedem esclarecimentos da Prefeitura de Salvador e da Secretaria municipal de Saúde sobre a exigência de apresentação de cópia de documentos pessoais da criança e do responsável como condição para a imunização do público infantil contra a covid-19. A condicionante estaria sendo exigida pela equipe de vacinação instalada no Parque da Cidade.

Segundo o ofício enviado ontem (17) pelas defensorias, a apresentação de cópia de documentos como condição para a aplicação da vacina “parece desconsiderar a realidade social de boa parte do público-alvo e burocratizar o acesso à vacina”. Por isso, além do pedido de esclarecimentos, os defensores recomendam que a prefeitura e a secretaria devem garantir os recursos necessários para viabilizar a extração de cópias em todos os pontos de vacinação.

Leia aqui o ofício.

 

Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União